Skip to content

Miraci Nunes de Souza Inácio

Mal de Chagas – Trypanossoma Cruzi

Trabalhei para o Sr. Thomas no ano de 2007 e eu estava sofrendo com falta de fôlego, muito cansaço, que obrigava a eu descansar de duas em duas horas. Ele me perguntou o que estava acontecendo e eu disse que estava com o Mal de Chagas, e que tomava medicamento para controlar o inchaço do coração, a arritmia e outras consequências e sintomas.

Ele explicou sobre a prata coloidal e ofereceu-me frascos de solução pronta, que ele produziu em casa, para experimentar. Passe a tomar o equivalente a uma colher de sopa três vezes ao dia. Após duas semanas eu já me sentia bem melhor, com mais disposição.

Os exames que eu fazia para acompanhamento da doença eram trimestrais. O exame seguinte ao inicio do tratamento com a prata coloidal o médico se espantou pelo fato de constatar que o coração estava diminuindo, ou seja, voltando ao normal. Contei a ele que estava tomando prata coloidal e ele duvidou, mas eu continuei a tomar rigorosamente. Prossegui por mais uns seis meses, e depois passei a tomar apenas uma dose diária. O primeiro exame no começo de 2008, constatou a inexistência de sinais da doença, liguei para o Sr. Thomas para comunicar e fiquei de levar os exames, mas uma série de situações do dia a dia me impediram. Voltando ao contato, consegui encontra-lo e entregar o exame que constava a doença e o exame, já mais recente, no qual constava a inexistência, ou seja, sem reagentes ao chamado “barbeiro”. E fiz, com o objetivo de divulgar essa maravilha.

Eu ainda usei a prata para queimaduras, cortes e a cura é muito rápida, e não deixa cicatrizes. Uso ainda no rosto, apenas passando e deixando secar, eliminando acnes, espinhas e deixando a pela macia. Posso dizer que a prata coloidal salvou minha vida e tenho uma vida absolutamente normal.

Os exames:

Primeiro exame                                Segundo exame

Miraci Nunes de Souza Inácio – atualmente é instrumentadora cirúrgica. tem 47 anos e residente em Pinhais – PR

Curitiba, 14 de novembro de 2012.
Miraci Nunes de Souza Inácio

English English Français Français Português Português Español Español